Pesquisar este blog

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Rio, pedra, água, ar e mais alguns elementos para quem puder notar...




Eu não quero falar uma palavra se ela não for verdadeira, se não for minha, se não for honesta.

Algumas vezes as palavras, bem como os sentimentos escorrem por nós, como se fossem um rio, um rio caudaloso, com vida própria e sem controle. Algumas vezes nos vemos afogados pelo nosso próprio rio.

Outras vezes parece que houve uma estiada, que o rio secou, que tudo que resta é o silêncio.
Algumas vezes o silêncio é vazio, outras vezes ele é cheio, é sereno. No primeiro caso ele assusta, no segundo conforta, assegura e acalenta.

Algumas vezes esse rio fica parado, forma platô, parece um pantanal. 
A gente pisa e afunda na lama, perde até os sapatos. Mas é rio de água doce e se ficamos parados e esperamos a lama baixar podemos até beber de sua água.

Algumas vezes a água vira pedra e pesa bem no fundo da gente. 
Essa pedra pesada não deixa andar direito e incomoda o tempo todo. Não dá vontade de fazer nada. Mas ser humano é bicho de lua, é bicho de rua, sempre quer tá solto. E a pedrinha lá no fundo começa a coçar, queimar, arder até que vira fumaça.

A Fumaça vira vento e começamos a gritar.
Gritar as dores e os amargores que a vida nos causou. Nos livrando de vez do que queima por dentro e não deixa dormir...

Algumas vezes a pedra vira poeira e vai com vento. O  vento leva pra longe e tudo que resta é ar. 

Outras vezes a poeira fica grudada no pé onde quer que se vá. Até que um dia a gente se acha um rio para os pés lavar  e fica ali balançando o pezinho, limpinho que dá até orgulho. Vendo aquela água linda dá até pra dar um mergulho..

Não dá pra resistir tem que mergulhar e o mergulho é muito bom, não dá para parar. 
Na água tudo fica mais leve e de tão leve que se fica, não se fica vai -se embora. 

No rio nada fica no lugar, nem mesmo o rio fica onde ele quer ficar. Ele muda segue em frente, segue em lado, segue torto, mas vai seguindo. 

E o viajante distraído ao invés de pegar carona para onde quer chegar, se embriaga na viagem e mais uma vez só vai indo...

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Na dúvida fica calado...





Na impossibilidade de dizer algo útil, não diga nada.
Na impossibilidade de falar algo com responsabilidade e arcar com as consequências, não fale nada.
Se for falar algo para pedir desculpas na sequencia, pense duas vezes.
Se for falar algo e não tiver coragem de pedir desculpas nunca, nem termine a frase.

Muitas vezes é melhor guardar para nós nosso pensamentos se eles não podem acrescentar nada. A palavra hoje em dia está banalizada. Falar é uma capacidade inata do ser humano, mas saber usar as palavras de uma forma útil, linear, limpa e verdadeira parece ser uma arte perdida. 

A comunicação tem se perdido em meio a um rio de palavras sem significado. Cada palavra tem um sabor, uma intenção, um toque. Toda palavra esconde um universo por trás dela quando sabemos usá-la com responsabilidade.

Usar bem da fala não é falar muito, não tem haver com grau de formação ou nacionalidade. Usar bem da fala é saber falar na hora certa, é saber calar para ouvir o outro. Quem fica muito preocupado em falar, esquece de ouvir e fica preso em sua própria orbita. Agora, se é para ficar preso na própria órbita para o que vale o diálogo?

Usar bem a palavra é saber calar, é saber ouvir, é saber limpar as impurezas e transparecer a intenção é purificar os ouvidos para captar a intenção do outro. O dom da fala, escrita e da música são dons da Comunicação, estão ai para comunicar algo, para ensinar, para aprender. Não foram feitos para voar sem destino, para cair no esquecimento.

Teve uma época, a muito tempo atrás, onde a palavra era mágica, onde a pronúncia fazia toda a diferença.

Falar é o dom de mudar os padrões de pensamentos do outro que te escuta, então muito cuidado com o que fala, muito cuidado com o que pensa, muito cuidado com o que você deixa mudar sua programação  mental. Sua mente é um santuário, a sua oratória deve ser seu jardim.

Um dia um mago disse para todos ouvirem:

"Não esqueçam que o amor verdadeiro não prende, o amor verdadeiro não segura o amor verdadeiro liberta." 

Atenta a suas palavras queria retê-las decorei suas frases e queria escrever no caderno, mas notei que quanto mais escrevia menor eram as forças das palavras. Então reduzi...


"Não esqueçam que o amor verdadeiro não prende, o amor verdadeiro não segura o amor verdadeiro liberta. "
"O Amor verdadeiro não prende, não segura, liberta"
"O Amor verdeiro não prende, liberta"
"O Amor verdadeiro liberta"

até então encontrei:
"O Amor Liberta!"

Poxa vida é tão simples, tão poucas palavras, que para tantos pode até confundir por ser tão pouco. O pouco confunde porque é simples, mas nele reside a verdade porque o simples dá espaço para que o nosso eu se manifeste. Não é o que tá escrito que se manifesta, mas sim a  interpretação e o sentimento que damos a ele. O significado das palavras somos nós, simples em sentimento, se estivermos prontos para simplesmente ser.

quarta-feira, dezembro 14, 2011

Aprendendo a não aprender... ¬¬'






Meu mestre me falou:
"Vamos dar início a sua ultima lição do ano..."
E eu respondi:
"I'm all ears!"

Não há coisa que eu goste mais na minha vida do que aprender coisas novas! não qualquer stuff, mas many stuff!!

E meu mestre prosseguiu: "... Agora você vai aprender agora a não aprender!"

Como diria a filha da minha professora da faculdade: "fique embasbacada!" Como assim aprender a não aprender? isso é um paradigma por si só! Aprendemos o tempo todo, com tudo a nossa volta! Até dormindo aprenda! Esse é meu lema!

Meu mestre sorrindo continuou..

"Outro dia você me disse que encontrou um amigo e que a conversa com ele foi útil; Você se sujeita a ouvir todas as cosias que eu te falo porque acredita que, de alguma forma, eu posso lhe dar algo em troca; Para ir na casa da sua tia você logo se pergunta se vai ter comida...  consegue ver aonde quero chegar?"

Sim, é claro que eu sabia! ele estava me chamando de interesseira na cara larga! Respirei, afinal ele estava certo e deixei-o prosseguir.

"Você está sempre o tempo todo tirar o melhor proveito de tudo e de todos a sua volta. Para o que serve todo esse tempo que você tenta ganhar? Por que essa pressa para chegar?

A mente é como um copo de água, e seu copo está transbordando..."

- Detesto esses papos de despedida - falei para ele.

- Não estou me despedindo não desisto de meus pupilos. Apenas estou falando, você precisa aprender a não aprender. Precisa apenas estar, apenas ser, deixar as cosias se apresentarem e passarem por você.

- hummm

- E é por isso minha cara aprendiz, que nós vamos começar suas lições de meditação. Você tem uma fome tão grande por conhecimento que você burla as regras o tempo todo, você vive burlando regras e está indo contra o seu próprio relógio biológico. 

Risadas...

- Você vai aprender a estar presente no que faz, sem pensar no próximo passo. Quando comer um doce apreciar o doce, quando olhar para uma pessoa ter consciência que milhares de sinapses estão acontecendo nesse minuto só para possibilitar a sua visão. Você vai aprender a ter consciência, a estar desperta quando as coisas acontecem.. Você quer aprender isso?

- Mas assim mestre, eu já estou aprendendo assim já é trapaça!!

-  Já vi que esta vai dar trabalho.. 
- ahaha e eu sabia que você ia falar isso!!! =)

aguardem novos capítulos..


ps: Às vezes adoraria que meu professor tivesse o endereço do meu blog para ver que algumas coisas que ele fala eu penso também... mas ai eu lembro de outras cosias que escrevi por aqui e acho melhor deixar quieto...

Segue abaixo um som maravilhoso que descobri semana passada na internet, ouvir música é um jeito de estar presente. Hope you guys like it!




Kaori Kobayashi - Free











terça-feira, dezembro 13, 2011

Viver...



Quero viver uma vida sem fronteiras!
Quero ser uma cidadã do mundo,
Ser meu melhor, fazer parte do todo
sem amarras que me aprisionem.

Quero viver minha vida sem fronteiras
sem me apegar a verdades prontas.
Levar na minha mochila só o que preciso
e aprender a usar as ferramentas no caminho

Quero viver sem fronteiras!!
Sem dever nada a ninguém
não para não me apegar a nada
Mas para nunca esquecer da caminhada.

Presto tributo ao caminho.



segunda-feira, dezembro 12, 2011

Coberto e desscoberto



Como todo paulistano passo mais tempo no ônibus do que em casa. Muitos ficam chateados com isso, outros aproveitam seu tempo para ler um livro, jornal ou revista e eu particularmente, aproveito esse tempo para colocar minha memória em dia, em outras palavras, penso, penso e penso mais um pouco.

Hoje indo para o trampo imaginei..

Andando por uma estrada está uma figura, hora sem posses, hora vestida, hora desnuda. Em um momento com uma mochila nas costas e mapas na mão, em outro sem nada a contemplar a vastidão. Essa figura troca suas vestes enquanto anda pela estrada, em alguns momentos coberta de tudo, em outros vestida de nada.
Algum momento depois de tantas trocas tudo que se vê é nu, tudo que se sente é branco e no ar fica apenas o sabor de silêncio. 

Foi ai que entendi, no início de nada sabemos e então estamos nus, ai passamos a vida inteira vestindo e revestindo verdades até acharmos uma que nos serve melhor, mas se nessas mudas formos um pouquinho mais espertos descobrimos que a verdade reside na nudez do início não na beleza dos tecidos.

Muito ainda tenho a entender, mas algo ficou na memória: que a sabedoria reside no simples, mas para entendê-la temos primeiro que nos vestir para então nos despir.

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Liberdade



Quero viver uma vida sem fronteiras. Quero ser livre para ir e vir. não para não fazer nada, mas para fazer tudo, tudo que me ensine a ser uma pessoa melhor.

Quero viver uma vida sem fronteiras, quero ser livre de amarras, quero viver!

quinta-feira, dezembro 08, 2011

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Comprando o martelo de nosso próprio caixão





E ali caído estava. Um corpo inanimado sem vida. Sem vida mas ainda avermelhado, rubro de raiva, em suas feições marcadas, ainda residia a ira que até pouco tempo demonstrara. Tudo podia ter sido diferente, podia ter chegado em casa para jantar, sentado em frente de sua tv e continuado com a sua vida medíocre. Mas estava irritado com o trabalho, da noite de insonia e da rotina amarga. Sua revolta com o mundo era tamanha que não podia deixar de extravasar. De tal forma que,quando viu a fila do ônibus lotada achou sua causa a ser defendida. Esperou pacientemente o baubúrdio começar. 

Todo dia no terminal um fila espera a outra acabar para entrar,quando não cabe mais pessoas, essas saem e vão para o final da fila original. Eventualmente, confusões acontecem e hoje foi um desses dias. O fiscal tentou explicar, outro tentou dispersar, mas de nada adiantava. O senhor do qual vos falo fez de si personagem principal. Gritava para o povo não ir embora, defendia o direito que não tinha e xingava as pessoas ao lado.

Eu no meu canto, esperando minha vez, podia ter ido  embora, pego outra fila, mas ao invés disso fique. Fiquei e observei os minutos passarem e a discussão continuar. A cada minuto o homem ficava mais nervoso, gritava mais alto, seu rosto estava tão vermelho que parecia prestes a explodir. E foi assim, em um último momento de fúria, que o dedo apontando para o fiscal foi para o peito. O barulho virou grunido e o grunido silêncio. 
Por um segundo a multidão furiosa ficou calada e, de seus lugares, observavam o centro da discórdia esmaecer enquanto se dirigia ao chão. Após ser socorrido, ja sem respirar, pudemos finalmente ir para casa em paz. 

Tudo podia ter sido diferente, podia ter chegado em casa para jantar, sentado em frente de sua tv e continuado com a sua vida medíocre. Mas não podia deixar de extravasar, de bancar o injustiçado, derramando sua fúria, não podia deixar os vícios de lado. 

As pessoas no ônibus falavam, seja uma com as outras ou pelo celular, outras tiraram fotos. 
De tudo uma coisa é certa, o velhote de fato embarcara em uma viagem. Provavelmente não a que imaginara. Se soubesse sua sina, teria feito diferente? talvez abraçado seu filho que estava ao lado e mostrado como um homem de princípios na verdade é? teria lhe ensinado o que é respeito? ou teria feito o mesmo? 
Ele não imaginava para onde ia viajar, mas viajou. 
De tudo para mim fica a lição de que mais vale uma vida na mão que uma fila andando. 
Gostaria de dizer que as pessoas aprenderam a lição, mas é mentira, estamos todos muito mais preocupados com nossos umbigos e necessidades para interpretar os sinais a nossa volta. Gostaria de dizer que tive pena do velho, mas não tive. 

E assim termino minha estória sinistra com esse sinal inusitado, sem mais delongas porém não menos amargo.  Porque final feliz ninguém lembrar e o sinistro para sempre é comentado.

terça-feira, dezembro 06, 2011

Lira X - Tomás Antônio Gonzaga



Se existe um peito,
Que isento viva
Da chama ativa,
Que acende Amor;
Ah! Não habite
Neste montado,
Fuja apressado
Do vil traidor.



Corra, que o ímpio
Aqui se esconde,
Não sei aonde;
Mas sei que o vi.
Traz novas setas,
Arco robusto;
Tremi de susto,
Em vão fugi.



Eu vou mostrar-vos,
Tristes mortais,
Quantos sinais
O ímpio tem.
Oh! Como é justo
Que todo o humano
Um tal tirano
Conheça bem!



No corpo ainda
Menino existe;
Mas quem resiste
Ao braço seu?
Ao negro Inferno
Levou a guerra;
Venceu a terra,
Venceu o Céu.



Jamais se cobrem
Seus membros belos;
E os seus cabelos
Que lindos são!
Vendados olhos,
Que tudo alcançam,
E jamais lançam
A seta em vão.



As suas faces
São cor de neve;
E a boca breve
Só risos tem.
Mas, ah! respira


Negros venenos,
Que nem ao menos,
Os olhos vêem.



Aljava grande
Dependurada,
Sempre atacada
De bons farpões.
Fere com estas
Agudas lanças
Pombinhas mansas,
Bravos leões.



Se a seta falta,
Tem outra pronta,
Que a dura ponta
Jamais torceu.
Ninguém resiste
Aos golpes dela:
Marília bela
Foi quem lha deu.



Ah! Não sustente
Dura peleja
O que deseja
Ser vencedor.
Fuja, e não olhe,
Que só fugindo
De um rosto lindo
Se vence Amor.

segunda-feira, dezembro 05, 2011

The others inside us






"We all die alone", was what he said.
How can i explain to the other that life is more than that?


Is it possible that I have been hiding myself all that time to support this relationship?
I suppose that we need to keep something just for ourselves, but what happens when we hide more than we shown? who is this character that take our place and makes the others think that we are someone else instead us?


Now I wonder, if we dont realize it? Does the others do? Does they feel? Does they do the same?


Furthermore, if we don't realize it, how do we know if what we are doing it's good or bad for us?


Now I'm asking to myself, how long this awakeness will remain?

sexta-feira, novembro 25, 2011

As cores do Amor




O amor verdadeiro não tem vazio preenche todos os espaços
 Ele vem vestido de dourado iluminando todo o salão.
Não se limita a um ou dois, faz parte de tudo. 

quinta-feira, novembro 24, 2011

Estamos todos a esperar por ser acordados?





Algumas pessoas estão em um estado latente de consciência. Algumas vezes, aquilo que está escrito, que é cantado ou desenhando foi feito, mesmo sem saber, para essas pessoas e para o seu despertar. E para ninguém mais.

quarta-feira, novembro 23, 2011

Despedida




Depois de muito pensar preciso confessar, precisamos nos afastar. Juntos criamos coisas maravilhosas, ou pelo menos pensamos assim. Quando juntos, não quero que vá, não quero deixá-lo, sua presença me embriaga e eu quero mais. Quando você vai, sinto um vazio, ou pior, a sensação de que não consigo criar nada mais.

Eu sei que o que sentia por você mudou muito nos últimos tempos.. E me conhecendo, eu sei que esse sentimento tem muito mais haver com os meus ciclos de rejeição do que com paixão. Gostaria de tê-lo como companhia para aventuras e descobertas, mas ao mesmo tempo sei que devo deixa-lo ir, ir no sentido lato, me desapegar, deixar a vida correr, tanto para eu quanto para você aprender.

Sei que mais importante que ter você do meu lado sem que possamos crescer devidamente é permitir que ambos cresçamos nem que seja separadamente. Me importo com você desde o dia que te conheci. Sua amizade tem sido indispensável, nossas conversas em maior parte produtivas. Poucas pessoas me fazem sentir tão estimulada quanto me sinto com você e isto me encanta.

É de verdade uma pena que as coisas se desencadearam desse jeito, que eu queira muito mais e mais profundo que você possa proporcionar. Por isso devemos nos afastar. O que temos é lindo, mas não é o bastante. Eu quero mais, eu quero vida, quero alegria, acreditar na vida e em ser feliz. Apreciar as coisas pequenas acreditar que podemos fazer acontecer.

Dentro de mim tem um vendaval de idéias, ascendente, colorido e para frente.
E adoraria dividir tudo com você, mas não falamos a mesma língua, são mundos tão diferentes...
Pena que seu mundo seja tão amargo, que viver seja esse suplício. Eu não vou desistir te lembrar o quanto a vida vale a pena. E até um dia você tentar, dessa empreitada não desistirei.
Não desisto de nossa amizade mas devo desistir de nós, não por você mas por mim.
I can't deal with this, not any more..

E assim retomo o início da minha fala. Precisamos nos afastar, eu preciso me afastar de você, só assim poderemos aprender sem prejudicar o que temos. E o que temos é lindo.
Me despeço dessa forma, cheia de rodeios porque não quero ir, mas finalmente coerente com o que devia ter feito a tempos.

Meu amigo, querido companheiro, será um eterno prazer ser sua verdadeira amiga, se isso fizermos direito sempre amarei você.

XXX

terça-feira, novembro 22, 2011

O inconsciente fala...


Encontrei esse texto antigo meu, onde começei escrevendo palavras soltas e depois uma ideia se apresentou. É interessante pontuar que estava em uma época bem revoltada da vida.. rsrs
vamos ver o que deu..

Amor
Abobrinha,
Agora da certo
Abobrinha
Mamãe, ajuda!!
Casaco, caramelo, falsidade, palhaço, idiota...
Nós criamos crianças para o mundo não devíamos perder nosso tempo sofrendo
Você pode viver uma vida medíocre sem nem ao menos ter notar. Você pode ser mais um entre tantos que não sabem o que estão fazendo aqui. Você pode simplesmente sumir um dia. Ninguém sentiria sua falta porque você não fez nada que fizesse alguma diferença. Você é apenas um estorvo ocupando o lugar de alguém que poderia fazer diferença. Voce é medíocre... você faz idéia do que. .

E o texto acaba por aqui, sem final.. Se eu acrescentar algo agora corrompo sua natureza, então escolhi um vídeo que trabalha essa idéia.. Enjoy Rock Balboa! =o)




segunda-feira, novembro 21, 2011

Lembranças do passado






Descobri porque estou triste...
Achei que havia encontrado um parceiro, mas me enganei. Agora me sinto frustrada e perdida, sozinha e chateada. É por isso que estou triste achei que poderia finalmente estar acompanhada, me senti por um tempo desse jeito mas então a verdade veio e esse meu desejo não deve se realizar agora.

Por isso estou brava, por ter me acostumado a não ficar sozinha.
Eu queria tanto que tivesse dado certo. Mas não deu e devo lidar com isso.
Não sou tão forte quanto achava que era..

sábado, novembro 19, 2011

Questionamentos


O que te toca?
O que faz de você humano?
Cada um tem em si algo a ser despertado...  O que te mantêm acordado? 
O que te encanta e faz pensar?
Em que momento você deixa de ser um e passa a ser o todo?
Você volta acordado depois desse encontro?

O que faz de você uma pessoa melhor?
Aprendeu da lição de hoje? O que vai ensinar amanhã?
Em um mundo de correria o que dá sentido a sua caminhada?
O que faz valer a pena levantar de manhã?

O que vai fazer hoje que não tenha feito antes?

Quem é você? Você está acordado?

quinta-feira, novembro 17, 2011

Bom humor matutino - A arte de ser feliz








"Não tenho tempo pra mais nada,
 ser feliz me consome muito."

Clarice Lispector








Quase todas as manhã parece que meu coração cresce, expande, parece que vai estourar, parece que vai derramar. Derramar alegria por todos os cantos desse mundo, tudo fica colorido me dá até vontade de dançar.

Meu amigo me disse que quem acorda de bom humor de manhã não é normal. Eu digo que é o melhor presente que podemos receber de nós mesmos, estar bem naturalmente bem.

Não fico nesse estado de empolgação o dia todo, mas minha qualidade de vida aumenta muito por ter acesso a esses sentimentos. Ao voltar do trabalho, em pleno feriado, esse sentimento me arrebatou mais uma vez. Toda vez que me sinto assim penso trilhares de coisas, a maior parte sobre mim, mas algumas acabo estrapolo para os outros. E eis o que notei ontem:

Felicidade não é como um móvel que a gente compra e pede pra entregar em casa,
felicidade é como uma semente que a gente tem que cuidar e regar todos os dias...

Eu explico, algumas pessoas não entendem porque sou feliz, ou melhor porque sou tão feliz em geral. 
E então eu fiquei pensando, o estado que estou agora é valido para agora, eu não era assim antes. Foi aí que notei que alguns esperam por uma grande dose de boas novas para se considerar de "bem com a vida", alguns estão tão envolvidos em sua rotina que não conseguem ver os milagres do dia a dia.

Enquanto preparava o café da manhã no meu trabalho um dia, um colega meu perguntou se já podia comer e eu disse que só depois que arrumasse tudo. Ele ficou contrariado e perguntou se eu acreditava que arrumar a mesa faria a comida servir melhor sendo que uma vez no estômago tudo fica misturado. 
Foi então que respondi que não é pela comida, mas pelo jeito que a gente se sente. 

Apreciar, saborear, sentir são verbos quase extintos de nossa rotina atualmente, entretanto isso não faz deles menos importantes, muito pelo contrário! Os atropelos do nosso dia só reforçam o valor desses "pequenos momentos".

Vamos ouvir música de qualidade, que alimente a alma e alimenta nosso sorriso. 

Pergunto-me: Você lembra da ultima vez que caiu na gargalhada por alegria consigo mesmo? Qual a ultima vez que se sentiu carregando um sol no peito?

Vamos comer com calma, alimentar o corpo que nos sustenta

Lembra o gosto do seu ultimo almoço? era bom? tava estragado? te fez bem? ou foi só mais uma tarefa mecânica para voltar ao trabalho..?

Vamos nos envolver com aquilo que nos envolve

Qual foi a ultima vez que fez algo que gostava muito e perdeu a hora para terminar? Qual foi a ultima vez que fez algo sem receber nada em troca só pelo prazer de fazer?


vamos, vamos, vamos! Vamos amar..

O amor é muito, MUITO, mais do que aparece nas novelas, o amor é uma luz dourada preenchendo o salão, e nele há espaço para todos.

Quando acendemos essa chama no nosso peito, a chama do amor verdadeiro, a única coisa a fazer é cultivar; Se dentro há luz a escuridão vai embora. 

Quase todos os dias meu coração derrama alegria, não são todos os dias, mas mesmo assim derramo minha alegria. Porque alguns estão tão acostumados com o estar mal que esquecem do estar bem e quando estão bem só lembram do estar mal.

Quando estiver mal quero lembrar e me resgatar para o estar bem, bem comigo, contigo e com todos.
Se for para me acostumar com algo que seja com a alegria, com o amor, com a felicidade. Que minha cama não seja um leito frio, mas um ninho quente feito para o meu próprio aconchego.

Porque falo e repito eu mereço, mereço e mereço!!!


quarta-feira, novembro 16, 2011

Plantar e Colher - Hinos do Daime

"Quem planta colhe colhe tudo o que plantou
vamos plantar sempre a semente do amor"





Meus irmãos, eu vim aqui

à todos esclarecer,
o belo jogo da vida,
que é plantar e colher;

Quem planta colhe, 
colhe tudo o que plantou,
vamos plantar sempre
a semente do Amor;

A sementeira está,
dentro do seu pensamento,
semente boa ou ruim,
se planta a todo momento;

Preste atenção à semente do perdão,
que dá frutos que alimenta o coração;

O Tempo vem nos mostrar,
quem plantou certo ou errado,
nos traz a pura verdade,
dos atos lá do passado;

O Tempo passa e não espera ninguém,
o Pai Eterno logo vem colher também;

Todo mundo é livre,
pra plantar o que quiser,
e construir o seu ser,
com os frutos que vai colher;

Vamos plantar como plantou o meu Jesus,
plantou Amor e adubou com a Santa Luz ;

Viva Cristo sorrindo,
nas alturas onde está,
tanta gente vem vindo,
só para lhe louvar;

Jesus Cristo é a semente do Amor,
brota da alma do nosso Pai Criador.

terça-feira, novembro 15, 2011

Procrastinação


E passava mais um minuto, meia hora, hora e dia... 
e mais uma vez o trabalho estava atrasado, 
a pilha de papel para ler entulhado,
o guarda roupa bagunçado.
Até comer era árduo..

E junto com o atraso se acumulava culpa,
e junto com a culpa se acumulava cansaço,
tal qual um castigo pela energia jogada no ralo.
O que fazer para sair desse buraco?


Círculo vicioso que repetia:
procrastina, procrastina, procrastina!
Deixa para depois o que pode fazer agora
Só mais um dia, uma hora e outro dia...

Um dia queria me castigar,
era feriado mas não tinha o direito de festejar.
Ia ficar em casa e minha culpa declarar.
Mas, veja que curioso, minha mente me avisou:
"Se castigar sem produzir, com você nunca funcionou..."





Ouvindo os conselhos do meu cérebro afiado, aproveitei o feriado.
Saí com meus amigos e dei risada, comi bolo e fiz piadas...
Ao final do dia estava feliz e lembrei de tudo que sempre quis
Quem sabe no final o que precisava era descansar?
mas agora o necessário era trabalhar.

E que bom que esse sentimento chegou!
Pois fui atropelada com tanto serviço que se apresentou
Passei uma semana puxada, trabalhando desde a alvorada.
E ao final valeu a pena, cada tarefa realizada minha alegria aumenta!


Quem sabe finalmente escalei aquele buraco,
entre o que deve ser feito e o que é realizado.
Não quero deixar nada mais atrasado
Agora me deem licencia, devo confessar
vou-me embora e meu trabalho terminar...



terça-feira, novembro 01, 2011

Amigos vaga-lumes




"A alegria é a nossa companhia e o amor é a nossa proteção

mil vaga-lumes iluminam o caminho com tantas luzes que não há escuridão..." 



Porta do SolVaga-lumes







Sometimes, esses vaga-lumes são aquele amigo que diz: "Calma ai, senta e respira.."


Que segunda-feira heterogênea a de ontem!


Cheia de símbolos e presentes, dúvidas e conclusões, comida e fome, sono e trabalho...

 Números e mais números!! Excel! Socorro não quero te ver mais! A boa notícia é que parece 
que meus dias de procrastinação estão para acabar.



E ainda bem que tive dois anjos hoje para me guardar! Um de manhã firmando guarda e 
outro a noite me ajudando a voltar a respirar.

É, é eu sei, sou abençoada. Mas minha vó diz que a gente tem o que merece.. então acho 
melhor fazer por merecer! =) 

Façamos todos pode ser?

Abçs e Boa noite!



segunda-feira, outubro 31, 2011

Sorria, Nós estamos vivos!





"Viver! E não ter a vergonha de ser feliz"


Eu fico

Com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita...

Viver!
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz...

Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita...

E a vida!
E a vida o que é?
Diga lá, meu irmão
Ela é a batida
De um coração
Ela é uma doce ilusão
Hê! Hô!...

E a vida
Ela é maravilha
Ou é sofrimento?
Ela é alegria
Ou lamento?
O que é? O que é?
Meu irmão...

Há quem fale
Que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo...

Há quem fale
Que é um divino
Mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor...

Você diz que é luxo e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer...

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser...

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte...

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita...


domingo, outubro 30, 2011

Pânico do Ultimo Minuto





O Calvin sabe das coisas! 

Queria terminar meu trabalho, mas a fome chegou bem como o sono e a dor de cabeça dizendo que consigo fazer amanhã o que não quero fazer hoje... 

E eu me entreguei mais uma vez. ><

Estou com dificuldades para colocar meu trabalho em dia. Até então pensamos: Quem não está? 

Bem, no caso do meu trabalho, sentar e escrever é mais importante do que aparecer todo dia para bater o cartão de ponto (embora eu também precise fazer isso). Mas então o que fazemos quando o problema não é apenas falta de inspiração, mas falta de vontade e de ânimo misturados?

Se me jogar da ponte não é uma opção e, em uma vertente ainda extrema mas melhor que a primeira, pedir demissão também não, só me resta uma saída: Escrever!

Expulso todos de casa, preparo o computador, pen drives, papéis deixo tudo por perto para não me distrair. deparo-me então com a imponente folha digital em branco na minha frente, começo a escrever: uma linha, duas, três... 

Minha dor de cabeça fica pior! 

Vou tomar um remédio, volto para escrever e ela não passa. Decido então deitar um pouco, ainda está cedo mas não dá pra escrever daquele jeito. Durmo. Acordo. A dor de cabeça passou, agora posso voltar a escrever, volto para o computador, o filme que resolvi baixar da internet está completo. Resisto a mais essa tentação e abro uma página em branco, escrevo, escrevo e escrevo e aí está: Uma nova postagem no blog e nenhuma linha a mais no trabalho a ser feito... 

Independente da desculpa nenhuma justifica. Parece que tenho muito a aprender sobre disciplina, provavelmente será meu tema para o ano novo.

De uma forma ou de outra escrever aqui me ajuda a relaxar. Daqui a pouco vou jantar e com um pouco de sorte terminar algo que requer menos insights e mais recursos técnicos, (planilhas e mais planilhas do Excel) ¬¬' .

May be tomorrow!


me deseje sorte! Para que eu consiga resolver isso antes do pânico de ultimo minuto assolar meu sono!

Boa Noite!



sábado, outubro 29, 2011

Having some fun with Stickman



Um dos mais comuns desenhos desde a  infância são os Joões Palitos ou Stickmen. 

Nós os usamos para expressar uma ideia ou simplesmente para nos divertir, uma mistura dos dois casos, na minha opinião, são as tirinhas Cyanide and happiness, elas têm um humor negro mas são muito legais! 

Em meio a minha busca por diversão com Joões Palitos encontrei esse site chamado Draw a Stickman onde você desenha seu João ou Maria Palito e ele/ela ganha vida. Além de ganhar vida, seu stickman embarca em uma aventura onde você terá que ajudá-lo a sair de diversas enrascadas... 

Além de se divertir um pouco você pode enviar seu desenho para fazer parte da galeria ou enviar para algum amigo. 

Let's have some fun!